Tabagismo e Atividade Física

Em todos anos, o dia 31 de maio é marcado como o Dia Mundial Sem Tabaco criado pela OMS- Organização Mundial da Saúde - OMS para destacar os riscos à saúde relacionados ao tabagismo e indicando as ações de atividades físicas e esportivas, contribuindo para reduzir o consumo de tabaco. Segundo a FIOCRUZ ocorreu aumento de 34 % do consumo de cigarros durante a pandemia de COVID-19


O tabagismo é uma das maiores causas evitáveis de morte no mundo, responsável pela morte de 10% dos adultos incluindo o tabagista passivo.


Definimos o fumante passivo como aquele que não é fumante, porém convive com fumantes, ficando assim exposto aos danos da fumaça da combustão do tabaco.


Mesmo aqueles que fumam no quintal de casa ou na sacada de apartamento, o cigarro “contamina” os que lá convivem com os fumantes, pois as partículas microscópicas passam facilmente para a pele o cabelo. Numa família as crianças são as maiores prejudicadas quanto maior o número de fumantes dentro de casa, o risco das doenças cardiovasculares e respiratórias se eleva muito.


Os dados epidemiológicos mundiais do tabagismo demonstraram que morrem cerca de seis milhões de pessoas a cada ano, dos quais mais de 600.000 são os fumantes passivos.


A simples caminhada, a corrida de rua ou na esteira e esportes em geral são bons meios de auxílio para se abandonar o tabagismo. Começar caminhando pelo menos 30 minutos. Não é preciso forçar o exagero de intensidade, o exercício tem que ser sempre relaxante e vai ser o apoio que resolve.


Sem dúvida o incentivo dos amigos e familiares e a inclusão da atividade física farão a diferença para abandonar o tabagismo.



Dr. Nabil Ghorayeb - Cardiologista e Especialista em Medicina do Esporte

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
WhatsApp_Logo-Transparente.png