Problemas médicos nos esportes relacionados ao calor

A hipertermia é uma “doença” caracterizada pela elevação da temperatura

corporal quando o organismo produz (febre) ou absorve mais calor do que consegue

dissipar. Considerada uma emergência médica que necessita de tratamento de

imediato para evitar complicações, inclusive risco de morte.

A hipertermia pode ser causada tanto por fatores externos, como a comum

exposição ao sol, até a permanência banhos de banheira muito quentes por longo

tempo ou por fatores internos, em virtude de alguma doença.

No esporte, os ambientes quentes são prejudiciais ao desempenho físico e à

saúde dos atletas e é fundamental reconhecer os sinais e os sintomas dos problemas

médicos provocados pelo calor. Para os atletas, descansar adequadamente, manter o

peso corporal e os níveis ótimos de hidratação, além de um conhecimento leigo

adequado dos problemas relacionados ao calor, pode reduzir bastante o risco.

O nosso organismo tem mecanismos de controle da temperatura que

permanecem inalterados na hipertermia, ao contrário do que ocorre na febre e as

temperaturas corporais mais altas mas até os 40 °C não representam grave risco.

No entanto temperaturas superiores a 41 °C podem provocar os sintomas e

sinais que avisam da situação grave: convulsões, confusão mental e outras

complicações como a sequencia: intensa sudorese inicial seguida de severa

desidratação, que deixa a pele paradoxalmente seca e sem sudorese, o que não

permite a perda de calor, levando a uma hipertermia grave. A cessação de

movimentos do corpo indica que a vítima deve ser hospitalizada de imediato.

O calor provoca em 75% das vezes cãibras e os 25% restantes uma

combinação de insolação, exaustão além da perigosa hiponatremia (queda da

quantidade de sódio no sangue) durante a prática esportiva. Em geral isso acontece

pela ingestão excessiva apenas de água ao invés de isotônicos, e as consequências

podem ser catastróficas se não forem reconhecidas e tratadas apropriadamente.

No tratamento rápido para controlar a hipertermia usamos o resfriamento

mecânico do corpo (as piscinas de plástico e lona, comuns nas chegadas das corridas

de rua), emergindo a vítima em água morna ou fria, ventilação dirigida para o paciente

ou ar refrigerado, remoção das roupas, rápida infusão intravenosa de soro frio e

lavagem gástrica com soro fisiológico gelado.

Um fato auspicioso no esporte é que temos, no Brasil, onde temperaturas muito

altas podem significar maior risco de problemas médicos, um equipamento para a

medida do clima do local de evento esportivo, como por exemplo, num jogo de futebol

o aparelho vai analisar a temperatura, umidade, velocidade do vento, ângulo do sol e

cobertura de nuvens – ele é conhecido como “wet bulb globe temperature (WBGT)”

– Assim se sabe tecnicamente quando deve haver uma pausa de um jogo, para se

evitar algum problema médico do calor entre jogadores, juízes e outros.


Nabil Ghorayeb

0 visualização

Consultório Privado Ipiranga

R. Bom Pastor, n° 1163 - Ipiranga - SP

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 14h às 18:30h

 Tel: (11) 2273-7311

Consultório HCOR

R. Abílio Soares, n°250, 3º andar -  Paraíso - SP

Horário de Atendimento: Terças e Quintas das 12h às 13h30

 Tel: (11) 3053-6611

  • linkedin cardiologista Nabil Ghoraye
  • facebook cardiologista Nabil Ghoraye
  • instagram Nabil Ghorayeb

© 2019 por Nabil Ghorayeb, Criado orgulhosamente por CDC Marketing

WhatsApp_Logo-Transparente.png