Aumento do uso de esteroides anabolizantes e GH acendem alerta entre os esportistas

Recentes pesquisas entre esportistas e frequentadores de academias

mostraram aumento expressivo do uso não médico de esteroides anabolizantes,

hormônio de crescimento(GH) e outros hormônios. Com isso, o risco de surgimento de

doenças graves mesmo no uso por ciclos curtos, se elevou bastante. Apesar de

“fakes” (mentiras) de que não há riscos, pesquisas médicas não deixam dúvidas em

relação aos efeitos diretos e colaterais nas pessoas que usam para efeitos estéticos

ou de força muscular.


O Conselho Federal de Medicina emitiu parecer forte e decisivo sobre esses

tratamentos ilegais:

PARECER CFM nº 19/2013

Prescrição de anabolizantes e hormônio de crescimento para ganho de massa

muscular em atletas


EMENTA:

A utilização de anabolizantes e hormônios de crescimento em quem não tem indicação

de seu uso, não deve ser realizada com a finalidade de aumentar sua massa muscular

ou seu porte físico... conclui-se não haver evidências científicas para o seu uso, não

sendo eticamente aceita a sua prescrição e administração, com os consequentes

efeitos colaterais. Este é o parecer, SMJ. Brasília-DF, 22 de agosto de 2013

Vamos relembrar alguns efeitos colaterais do uso indevido, não médico, pois

em geral são amigos, “sites específicos” e até mesmo alguns profissionais da saúde

que os indicam para fortalecimento e crescimento muscular. Os esteroides

anabolizantes podem levar alguns indivíduos a desenvolver


1- Hipertensão arterial, em pessoas que não a teriam.

2- Diminuição acentuada da fração HDL, o chamado de colesterol bom, um

protetor contra o infarto do miocárdio e que tem seus níveis normais acima de

40 mg %, mas que no usuário de anabolizantes cai para a faixa de 15 a 20

mg%.

3- Elevação do LDL, o colesterol ruim principal causador de infarto do miocárdio,

principalmente em jovens com menos de 45 anos.

4- Aumento dos triglicerídeos acima do limite normal de 150mg%. É uma gordura

provinda dos alimentos ricos em carboidratos, causando obesidade e até

desencadeando o Diabete tipo II.

5- Aumento da frequência cardíaca mesmo em repouso e episódios de

taquicardia.

6- Distúrbios da coagulação sanguínea, principalmente das plaquetas podendo

provocar trombose venosa profunda, tromboembolismo pulmonar e infarto do

miocárdio.


Gonadotrofina coriônica humana (HCG) e o Hormônio de Crescimento (GH,

Somatotrofina) são hormônios também utilizados irregularmente para melhorar

força e estética e no seu uso não médico podem ter graves efeitos colaterais

nesse uso alternativo: desencadeamento do Diabete 2, reações alérgicas em geral

e um terrível efeito colateral, estimular aparecimento de câncer.


Nabil Ghorayeb

2 visualizações

Consultório Privado Ipiranga

R. Bom Pastor, n° 1163 - Ipiranga - SP

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 14h às 18:30h

 Tel: (11) 2273-7311

Consultório HCOR

R. Abílio Soares, n°250, 3º andar -  Paraíso - SP

Horário de Atendimento: Terças e Quintas das 12h às 13h30

 Tel: (11) 3053-6611

  • linkedin cardiologista Nabil Ghoraye
  • facebook cardiologista Nabil Ghoraye
  • instagram Nabil Ghorayeb

© 2019 por Nabil Ghorayeb, Criado orgulhosamente por CDC Marketing

WhatsApp_Logo-Transparente.png