A polemica continua o que é melhor, exercício aeróbico (dinâmico) ou anaeróbico (estático).

Não temos dúvida que toda atividade física regular é benéfica para saúde seja

na prevenção de várias doenças como as cardiovasculares, neurológicas,

endocrinológicas e até oncológicas e na reabilitação dessas mesmas áreas médicas.

Atividades físicas de caráter estático (anaeróbicas) preponderante, como o

treinamento de força das modalidades: levantamento de peso e as lutas olímpicas,

lutas asiáticas e outras mais recentes como o UFC e MMA além de outras

modalidades esportivas, podem estar mais fortemente associadas à redução dos

riscos de doenças cardiovasculares do que a redução devido a atividades dinâmicas

(aeróbicas): caminhar/correr ou pedalar ou nadar, segundo pesquisa apresentada no

American College of Cardiology Latin America Conference 2018 em Lima, Peru.

Os pesquisadores analisaram os fatores de risco cardiovasculares, como

hipertensão arterial, sobrepeso/obesidade, diabete e níveis altos de colesterol, com a

atividade estática e/ou dinâmica autorreferida por 4.086 adultos norte-americanos

usando dados do National Health and Nutrition Examination Survey de 2005-2006. Os

dados foram ajustados de modo a levar em conta a idade, etnia, gênero e hábito do

tabagismo e usaram a técnica estatística de estratificar os dados por idade: 21 a 44

anos e mais de 45 anos de idade.

Os resultados mostraram os seguintes totais, 36% dos jovens e 25% dos

adultos mais velhos praticavam principalmente uma atividade estática, e 28% dos

jovens e 21% dos adultos mais velhos praticavam atividade dinâmica. Também

descobriram que a pratica de qualquer tipo de atividade física estava associada as

taxas de 30-70% menores dos conhecidos fatores de risco para doenças

cardiovasculares, porém essa relação direta era mais forte para a atividade estática e

na juventude.

A declaração de um dos autores foi bem enfática "Tanto o treinamento de força

quanto a atividade aeróbica pareceram ser saudáveis ​​para o coração, mesmo em

pequenas quantidades, em nível populacional", disse Maia P. Smith, PhD, MS,

epidemiologista e professora assistente do Departamento de Saúde Pública e

Medicina Preventiva em St. Universidade de George em Granada. Na verdade

pudemos entender pelas entrelinhas da pesquisa que devemos estimular toda a

população, seja sem ou com alguma doença, a se exercitarem independentemente do

tipo de atividade, pois na verdade ambas praticadas no mesmo treinamento trazem

resultados benéficos para a boa saúde e qualidade de vida.

No entanto, nessa pesquisa a atividade estática pareceu um pouco mais

benéfica do que dinâmica, e o mais importante, ficou confirmado que na verdade a

pratica de ambos os tipos de atividade física, trará melhores resultados de saúde do

que nos que simplesmente aumentaram o nível de um só tipo de atividade.

Essa pesquisa tão interessante e polêmica mostrou para ambos, os favoráveis

para um tipo como os favoráveis do outro tipo de exercício, que se vangloriavam do

que faziam, a atividade estática quanto a dinâmica se mostraram tão populares nos

mais velhos quanto nos mais jovens. O Dr Maia Smith disse que, no futuro, as

pesquisas como as coleta de dados devem usar as definições de atividade física

estática e dinâmica para investigar se existe possíveis efeitos independentes entre

elas.


NABIL GHORAYEB

1 visualização

Consultório Privado Ipiranga

R. Bom Pastor, n° 1163 - Ipiranga - SP

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 14h às 18:30h

 Tel: (11) 2273-7311

Consultório HCOR

R. Abílio Soares, n°250, 3º andar -  Paraíso - SP

Horário de Atendimento: Terças e Quintas das 12h às 13h30

 Tel: (11) 3053-6611

  • linkedin cardiologista Nabil Ghoraye
  • facebook cardiologista Nabil Ghoraye
  • instagram Nabil Ghorayeb

© 2019 por Nabil Ghorayeb, Criado orgulhosamente por CDC Marketing

WhatsApp_Logo-Transparente.png