5 Sintomas que preocupam durante o exercício físico

Dezenas de pesquisas médicas demonstram que a prática de exercícios físicos regularmente, além da melhora da qualidade de vida, pode trazer sensíveis benefícios no tratamento das doenças cardiovasculares e até mesmo retardar e estacionar a evolução de determinadas doenças degenerativas cerebrais.


Depois de avaliadas as condições clínicas de um esportista adulto e sendo liberado para seu esporte ou exercícios físicos, deve-se estar atento para quais sintomas durante a prática esportiva?


Parece óbvia a resposta, mas vamos detalhar melhor. Do ponto de vista médico, qualquer sintoma que ocorre durante um exercício, deve ser averiguado desde uma dor muscular até uma dor no peito. Por isso é uma aberração tomar analgésicos ou anti-inflamatórios antes de iniciar o esporte, para não sentir dores, que são o aviso de que algo não está bem.


Palpitações, acelerações e falhas dos batimentos cardíacos em qualquer momento do esporte exigem a sua suspensão e a procura de atendimento médico. São arritmias que podem ser simples e benignas ou perigosas até de risco fatal para o esportista. Nunca desvalorize esse sintoma.


Outras queixas preocupantes durante um exercício são as dores no peito ou na boca do estômago, com sensação de queimação ou de aperto que se irradia para braços e costas, muitas vezes acompanhadas de náusea e tonturas. Pode ser indício de um infarto do miocárdio. Algumas vezes esse sintoma pode ter outra causa, que só será determinada no pronto socorro.


A falta de ar não habitual durante uma pratica esportiva deve ser valorizada e pode ter causas cardíacas e causas pulmonares, como por exemplo uma crise de broncoespasmo com chiado no peito ou mesmo alguma doença aguda do pulmão.


Desidratação aguda e a Hipertermia causadas pelo excesso de calor são situações graves que atingem atletas sadios, porém descuidados. O atendimento imediato no local do evento esportivo pode salvar suas vidas.


Convém lembrar que se estiver doente agudamente, sejam estados gripais ou outras doenças infecciosas como amigdalites etc. impõem-se a não participação esportiva até a cura total e definitiva da moléstia.


Dr. Nabil Ghorayeb - Cardiologista e Especialista em Medicina do Esporte

#nabil #drnabil #saopaulo #cardiologiasp #ipiranga #cardiologistaipiranga #5sintomascorrida

31 visualizações0 comentário
WhatsApp_Logo-Transparente.png